como reduzir o valor do condomínio
6 Dicas de Como Reduzir o Valor do Condomínio?
3 de dezembro de 2022
má administração do condomínio

Não é muito incomum encontrarmos situações de uma má administração do condomínio, não é verdade?

Normalmente este cenário não está associado a apenas uma questão e sim a várias delas.

Vejamos a seguir, as consequências que isso pode gerar e como resolver de uma vez por todas essa situação. 

O que é uma administração de condomínio?

má administração do condomínio

A administração do condomínio é dividida em determinadas áreas de funcionamento. Através dessa divisão é possível organizar, controlar e obter resultados na administração como um todo.

Neste sentido, uma administração de condomínio, consiste em:

  • Balanço e controle contábil;
  • Gestão de serviços;
  • Gestão de pagamentos de salário e valores previdenciários;
  • Controle de inadimplência e medidas regularizadoras das mesmas;
  • Gestão de RH e departamento pessoal;
  • Assessoria de assembleias;
  • Assessoria jurídica.

Diante desta estrutura, podemos visualizar que, todo condomínio funciona como uma empresa, onde os bons ou maus rendimentos dependem de um conjunto de departamentos muito bem alinhados e funcionando como uma grande engrenagem, para garantir o sucesso na gestão.

Caso um ou mais deles comece a apresentar problemas de funcionamento, certamente o resultado final da administração estará comprometido.

Por isso, é de suma importância que haja profissionalismo, comprometimento, imparcialidade e boas estratégias, caso contrário, não é possível colher bons frutos e fatalmente será decretada uma má administração do condomínio.

Consequências da má administração do condomínio

Sérias consequências podem se desencadear com uma má administração do condomínio, desde as mais simples de resolver, até as mais graves e delicadas de lidar, entretanto tem algumas que tendem a se destacar mais que outras. Confira a seguir.

Perda de credibilidade

A perda de credibilidade é um dos primeiros sinais de uma má administração, geralmente é iniciada pelo desequilíbrio financeiro que impacta em aumentos significativos de taxas extras e aumento da conta de condomínio, o que obviamente, deixa os condôminos insatisfeitos e esta insatisfação gera a perda de credibilidade na gestão em vigor.

Neste ponto é muito importante manter a transparência de todas as contas e encargos com os condôminos, disponibilizando o extrato e relatórios para todos. 

Da mesma forma pode-se trazer os gastos extras, em pautas de assembleia e discutir sobre os assuntos relacionados a aumentos de luz ou água. Isto pode contribuir para que os condôminos não sintam que estão sendo enganados ou lesados com possíveis desvios de dinheiro.

Problemas judiciais

má administração do condomínio

Esta é uma questão que requer muita atenção, pois gera sérias e longas dores de cabeça para o síndico e todos os demais envolvidos na administração do condomínio, inclusive para os condôminos, que também arcam com as custas, que são divididas e incluídas dentro do valor do condomínio. 

Portanto, para evitar tais problemas, é fundamental estar de acordo com as normas trabalhistas, bem como prevenção de acidentes de trabalho e de pessoas que transitem pelo condomínio, pois estas causas são os maiores geradores de processos. 

Além disso, questões como laudo técnico fora do prazo, manutenção de caixa d’água e de elevadores, sinalização de escadas, sistema de emergência e proteção contra incêndio, são outros fatores que costumam trazer sérios problemas judiciais, quando não são bem organizados e implantados.

Baixa valorização

Todos esses fatores que destacamos até aqui acabam contribuindo para a baixa valorização do imóvel dentro do condomínio. 

Ou seja, caso um condômino/proprietário tente alugar ou vender um determinado imóvel, em que o condomínio deste, apresente um cenário de má administração, certamente ele encontrará dificuldades, visto que é muito fácil notar os impactos de um condomínio mau administrado.

As evidências aparecem no valor do condomínio, na precariedade da limpeza de áreas comuns e principalmente na estética do local que fica perdida por falta da manutenção adequada de uma má gestão. Tudo isso conta muito na hora de uma negociação.

Responsabilidade penal por uma má administração do condomínio

De acordo com o Código civil de condomínios, o síndico responde por toda e qualquer ação dentro de um condomínio, seja aos próprios condôminos em questões internas, como também diante de questões judiciais.

Sendo assim, se porventura o condomínio sofrer um processo trabalhista, por falta de condições adequadas aos funcionários, ou pagamento incorreto, por exemplo, quem representará o condomínio judicialmente e em audiências, será o síndico.

Além disso, é muito comum ver deterioração estrutural nas dependências de um condomínio mau administrado, o que pode gerar sérios acidentes, para um ou vários indivíduos, como por exemplo, no caso de incêndios, ou desprendimento de alguma parte de estrutura ou fachadas, que podem fatalmente atingir pessoas que estiverem no local. 

Neste caso, o síndico responderá não apenas no âmbito civil, como também criminalmente por tal infração, já que conforme o artigo 1.348, zelar por manutenções, obras e prestações de serviços é um dos claros deveres do síndico.

Visto que, essas graves situações são causadas por uma má administração do condomínio, é muito importante destacá-las aqui, pois suas consequências, podem ir desde questões solucionáveis, com algumas modificações cabíveis, que destacamos a seguir, até questões que muitas vezes não tem reversão.

Como resolver uma má administração do condomínio?

má administração do condomínio

Diante do cenário da má administração do condomínio, é muito comum que o síndico se sinta sozinho e pressionado por tantas reclamações e problemas.

Neste caso o mais indicado é a contratação de uma administradora de condomínios qualificada, pois já está habituada a lidar com toda essa demanda e pode ser crucial tanto na prevenção de que se chegue a tal ponto, quanto na resolução de um problema já implantado.

Para isto, conte com a Fesan Administradora de Condomínios. Nosso principal objetivo é atender condomínios residenciais e comerciais, contando com tecnologia de ponta e excelente logística em todas as áreas administrativas condominiais.

Contamos com profissionais qualificados para desenvolver boas estratégias e melhores formas para realizar um levantamento de contas e inadimplências que precisam ser colocadas em ordem, tal como demais medidas que forem necessárias, garantindo a gestão do síndico mais fluida e eficaz.

Finalmente, ao realizar esta parceria, o condomínio conseguirá estabilizar as finanças e desta forma poderá colocar obras e manutenções em dia, chegando inclusive, a obter um preço mais justo de condomínio. 

Desta forma a credibilidade, antes abalada por uma má administração do condomínio, poderá ser restituída, e a valorização do condomínio, assim como o sucesso do síndico, se manterão numa crescente.

Portanto, se você é síndico e está precisando resolver a má administração do condomínio, SOLICITE UMA PROPOSTA GRATUITA e veja como podemos te ajudar.

5/5 - (4 votes)
Eduardo Bello
Eduardo Bello
Analista de Conteúdo | Analista de SEO | Agencia Web Marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2° VIA DE BOLETO